Misericórdia de Deus é proclamada e realizada por sua Palavra

Coragem, filho, os teus pecados estão perdoados!

Do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus (Mt 9,1-9)

Naquele tempo, entrando em um barco, Jesus atravessou para a outra margem do lago e foi para a sua cidade. Apresentaram-lhe, então, um paralítico deitado numa cama. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: "Coragem, filho, os teus pecados estão perdoados!".
Então alguns metres da Lei pensaram: “Esse homem está blasfemando!”.
Mas Jesus, conhecendo os pensamentos deles, disse: “Por que tendes esses maus pensamentos em vossos corações? O que é mais fácil, dizer: ‘Os teus pecados estão perdoados’, ou dizer: ‘Levanta-te e anda?’. Pois bem, para que saibais que o Filho do Homem tem na terra poder para perdoar pecados – disse, então, ao paralítico: Levanta-te, pega a tua cama e vai para a tua casa”.
O paralítico então se levantou, e foi para a sua casa. Vendo isso, a multidão ficou com medo e glorificou a Deus, por ter dado tal poder aos homens. Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, sentado na coletoria de impostos, e disse-lhe: “Segue-me!”.
Ele se levantou e seguiu a Jesus.

“A graça do Espírito Santo ilumine o teu coração, para que confesses os teus pecados e reconheças a misericórdia de Deus”.


ORAÇÃO:

Rezar a seguinte oração antes do exame de consciência: Senhor Deus, cheio de misericórdia, que não quereis a morte do pecador, mas que se converta e viva, esclarecei nosso espírito para descobrir tudo o que o pecado tem de abominável e odioso; daí - nos as luzes de que necessitamos para conhecer em particular as faltas que temos cometido e concedei-nos a graça de detestá-las para não recairmos mais nelas. Amém!

EXAME DE CONSCIÊNCIA:


(no silêncio do coração busque examinar-se a si mesmo e pedir a Deus o arrependimento de seus pecados)

• Quantas vezes não tenho me comportado como Filha ou Filho de Deus? Tenho amado a Ele sobre todas as coisas e pessoas?
• Tenho brigado ou falado mal de parentes, amigos e vizinhos? Na comunidade ou local de trabalho?
• Tenho sido preguiçoso (a) em ajudar em casa, na Igreja, na escola ou a quem precisou de mim? Tive preguiça em ir participar da Missa ou em fazer as minhas orações da manhã e da noite? Tenho sido distraído com minhas responsabilidades e mentiroso?
• Não fiz o bem aos pobres e necessitados quando poderia ter feito?
• Tenho duvidado do amor de Deus e me deixado levar pela amargura, pelo desespero ou outros pensamentos de revolta?
• Tenho me esforçado por dar bom exemplo, como convém a um discípulo de Cristo?
• Tenho sido missionário (a), anunciando e testemunhando o amor de Cristo por todos os homens e mulheres?
• Tenho confiando em outros “deuses” como as riquezas, as superstições, o espiritismo, ou a macumba, confiando neles mais do que em Deus, Nossa Senhora e os Santos?
• Tenho amado e respeitado os meus semelhantes?

• Tenho sido justo, responsável e honesto em meu trabalho ou profissão, servindo com amor a
sociedade?
• Tenho prejudicado a vida, a integridade física, a fama, a honra ou os bens do próximo? Tenho aconselhado ou praticado o aborto? A Eutanásia? Tenho odiado o meu próximo e lhe desejado o mal?
• Tenho estado pronto para perdoar ou fazer as pazes, por amor de Cristo? Ou tenho guardado ódio ou desejos de vingança?
• Tenho respeitado a minha Igreja e seus Ministros e procurado crescer na fé com a participação na vida da comunidade ou de boas leituras que esclarecem a minha fé?

MODO DE SE CONFESSAR:


Aproximando-se do padre confessor, sentado ou de joelhos, se dirá: PADRE, DAÍ-ME A VOSSA
BÊNÇÃO, POIS PEQUEI. Faz-se então o Sinal da Cruz e em seguida se diz: EU PECADOR ME CONFESSO
A DEUS E A VÓS PADRE. E por fim começa a confessar seus pecados dizendo quando foi a última vez
em que se confessou.


ATO DE CONTRIÇÃO:

Meu Bom Jesus, Deus e Homem verdadeiro, Criador e Redentor nosso, vós sois sumamente bom e
digno de ser amado sobre todas as coisas, pois só vós sois Amor; e porque eu vos amo e estimo, pesame,
Senhor, de todo o meu coração de vos ter ofendido e por isso me proponho firmemente, ajudado
com os auxílios de vossa divina graça, corrigir-me e nunca mais vos tornar a ofender, e espero
alcançar o perdão de minhas culpas pela vossa infinita misericórdia. Amém!